terÁa, julho 17, 2018 14:22

Archive for the ‘S’ Category

Sleipnir

quarta-feira, novembro 21st, 2012

sleipnir

Na mitologia nórdica, Sleipnir é a montaria mágica de Odin. O lendário corcel de oito patas é o ser mais rápido entre os planos. O seu nome significa suave ou aquele que plana no ar. Ele também é associado com as palavras esguio e escorregadio.
O nascimento de Sleipnir
Thor, O Matador de Gigantes, estava longe de Asgard matando gigantes no norte, quando um¬†hrimthurs, disfar√ßado como um humano pedreiro, ofereceu-se para reconstruir a muralha em torno de Asgard em troca do sol, da lua, e da deusa Freya. Os deuses aceitaram, pensando que seria um bom neg√≥cio, uma vez que parte da muralha j√° estava caindo aos peda√ßos. Al√©m disso, o gigante precisaria completar o seu trabalho em apenas seis meses, pois Thor retornaria no final deste prazo e o mataria. O gigante fez somente uma pergunta: se poderia usar o seu garanh√£o (cavalo) cinza,¬†Svadilfari¬†(traduzindo, “escravo“, ou possivelmente “condenado“). Loki rapidamente aceitou o acordo, antes que qualquer outro deus pudesse fazer uma obje√ß√£o. Usando o garanh√£o, o gigante come√ßou a constru√ß√£o da muralha, e receberia o sol, a lua e Freya.

Os deuses, vendo isso, ficaram furiosos com Loki, e disseram que, caso eles perdessem, o torturariam eternamente (o que aconteceu de outra forma). Ent√£o, enquanto Svadilfari estava carregando o √ļltimo tijolo para completar a muralha, Loki transformou-se em uma linda √©gua branca, e atraiu o garanh√£o para longe, irritando o gigante, que come√ßou a destruir a muralha de tanta raiva. Assim, enquanto destru√≠a a muralha, Thor apareceu e esmagou o gigante com o seu martelo Mjolnir. Loki, mais tarde, deu √† luz Sleipnir, a montaria de Odin, que √© descendente do garanh√£o cinza Svadilfari e Loki enquanto “ele” era uma linda √©gua branca.

As Eddas
De acordo com a Edda em prosa(manual islandês de poemas, que contém muitas histórias da mitologia nórdica), Loki retornou à Asgard e deu à luz o cavalo de oito patas para Odin, dizendo a ele que o cavalo era o mais ágil na Terra e levaria Odin sobre o mar, através dos céus e até à terra dos mortos. De acordo com Sigrdrífumál na Edda poética, Sleipnir possuía runas esculpidas em seus dentes.
Origem e interpretação
Foi sugerido que Sleipnir, por ter oito patas, seria a simbologia de quatro homens carregando um caix√£o, pois ele podia levar o seu cavaleiro at√© o mundo dos mortos. H√° tamb√©m a hip√≥tese de que se refere a um cavalo real que possu√≠a tr√™s patas, uma manifesta√ß√£o gen√©tica chamada polidactilia que, ocasionalmente, ocorre nas patas posteriores ou anteriores de um cavalo. Tal anomalia, geralmente, n√£o representa um risco ao animal. Apesar de rara, ela j√° foi vista em um cavalo que J√ļlio C√©sar montou em diversas batalhas, refor√ßando esta teoria no mito.
Outras idéias:
√Āsbyrgi (literalmente, “Forte dos Aesir”) no nordeste da Isl√Ęndia diz-se ter sido criada quando o casco de Sleipnir encostou no ch√£o. Uma est√°tua feita de a√ßo de Sleipnir, √© um dos destaques da cidade Wednesbury (que significa Monte de Odin), localizada na terra m√©dia do Reino Unido.
Formas familiares
O nome de Sleipnir, √†s vezes, √© traduzido como “Sleipner”, especialmente, em trabalhos populares. Essa forma escrita √© uma das mais utilizadas na Escandin√°via.

odin_by_giye

 

Siegfried

domingo, junho 24th, 2012

 

Sigurd¬†ou¬†Sigurdo¬†(n√≥rdico antigo: Sigur√įr; tamb√©m conhecido em alem√£o como¬†Siegfried) √© um her√≥i lend√°rio da mitologia n√≥rdica e personagem central da Saga dos Volsungos. As primeiras representa√ß√Ķes de sua lenda v√™m de sete pedras r√ļnicas da Su√©cia.

 

Como Siegfried, √© o her√≥i do Nibelungenlied, e das √≥peras Siegfried e G√∂tterd√§mmerung de Richard Wagner. O nome Sigur√įr n√£o √© o mesmo que o alem√£o Siegfried. A vers√£o em n√≥rdico antigo seria Sigru√ĺr, uma forma que aparece no petr√≥glifo de Ramsund.Nota-se que todas as varia√ß√Ķes do nome possuem o prefixo “Sig”, que significa vit√≥ria.

 

Saga dos Volsungos
Na Saga dos Volsungos, Sigurd é o filho póstumo de Sigmund com sua segunda esposa, Hiordis. Sigmund morre em batalha quando ataca Odin (sob disfarce), e Odin destrói sua espada. Ao morrer, Sigmund anuncia à Hiordis sua gravidez e a deixa os fragmentos de sua espada para o filho ainda não nascido.
Hiordis se casa com o rei Alf, que resolve enviar Sigurd a Regin. Regin tenta Sigurd em gan√Ęncia e viol√™ncia: ele come√ßa perguntando ao jovem se ele possui controle ao ouro do pai. Ao ser respondido que Alf e sua fam√≠lia controlam o ouro e que ele daria o que Regin desejasse, Regin questiona o motivo dele ter uma posi√ß√£o modesta na corte. Sigurd replica que era tratado como igual pelos reis, mas Regin pergunta o motivo do jovem n√£o ter um um cavalo pr√≥prio. O jovem ent√£o obt√©m Grani para si, um cavalo derivado de Sleipnir, do pr√≥prio Odin. Por fim, Regin o conta a hist√≥ria do ouro da lontra.
O pai de Regin era Hreidmar, cujos dois irm√£os eram √ďtr e Fafnir. Certo dia, √Üsir v√™ √ďtr com um peixe, o confunde com uma lontra, e Loki o mata. Levam o corpo para perto da casa de Hreidmar para exibir a captura. Hreidmar, Fafnir e Regin percebem a morte, e exigem que √Üsir preencha o cad√°ver com ouro e encubra a pele com tesouro fino como compensa√ß√£o da morte. Loki havia capturado Andvari e exigido todo o ouro do an√£o. Ele recebe o tesouro, exceto pelo anel. Entretanto, Loki tamb√©m obt√©m o anel, mas carregado com uma maldi√ß√£o de morte a quem o usasse. √Üsir usa esse ouro para preencher o cad√°ver, cobre a pele tamb√©m com ouro e finaliza com o anel. Por fim, Fafnir mata Hreidmar e toma o ouro.

 

Sigurd aceita matar Fafnir, que se transforma em dragão para poder proteger melhor seu ouro. Hábil como ferreiro, Regin constrói uma espada para Sigurd, que a testa numa bigorna. Por ter sido quebrada, Regin o faz outra espada, que também quebra. Por fim, Regin constrói uma espada a Sigurd a partir dos fragmentos da espada deixada por Sigmund. O resultado é a Gram (Balmung), que consegue destruir a bigorna. Sigurd então mata o dragão Fafnir, e se banha com o sangue do inimigo para ter invulnerabilidade, exceto por um dos ombros, coberto por uma folha. Regin então pede a Sigurd o coração de Fafnir, e Sigmund também bebe um pouco do sangue do dragão, ganhando a habilidade de entender a língua dos pássaros. Os pássaros o alertam para matar Regin, que tramava a morte do jovem. Sigurd cumpre o pedido, mata Regin e consome o coração de Fafnir, recebendo o dom da sabedoria.

Sigurd ent√£o encontra Brynhildr, e os dois se apaixonam. Ele encontra Gj√ļki, que tinha tr√™s filhos e uma filha de sua esposa, Grimhild. Os filhos era Gunnar, Hogni e Guttorm, e a filha era Gudrun. Grimhild fez uma po√ß√£o m√°gica para for√ßar Sigurd a esquecer Brynhild, para que ele pudesse se casar com Gudrun. Posteriormente, Gunnar queria casar com Brynhild. Entretanto, ela havia sido cercada com fogo, e prometeu a si mesma se casar somente com quem pudesse passar o bloqueio. Somente Grani poderia realizar tal feito, o cavalo de Sigurd. Sigurd incorpora Gunnar, passa as chamas e ganha Brynhild para Gunnar.
Posteriormente, Brynhild questiona Gudrun por ter um marido melhor, e Gudrun a explica tudo que aconteceu. Por ter sido enganada, Brynhild planeja vingança. Primeiramente, ela se recusa a falar com os outros. Sigurd é enviado por Gunnar para averiguar o que estava errado, e Brynhild o acusa de tomar liberdades com ela. Por essa acusação, Gunnar e Hogni planejam a morte de Sigurd e encantam seu irmão Guttorm para realizar o feito. Guttorm mata Sigurd na cama, com uma lança diretamente no seu ponto fraco, que havia sido coberto pela folha ao se banhar com o sangue do dragão. Brynhild mata o filho do herói, Sigmund, que tinha três anos. Sabendo que o amado havia sido enfeitiçado para esquecê-la, ela trama sua própria morte, e constrói uma pira funerária para Sigurd, a Sigmund, a Guttorm e a si própria.
Relação com outras lendas
Existem paralelos desta lenda com outros mitos e lendas europeus. A espada de Sigmund é similar à espada do rei Artur. A história de Sigurd comer o coração do dragão é muito similar à história irlandesa de Fionn Mac Cumhaill comer o Salmão da Sabedoria que ele prepara para seu mentor, Finn Eces. Sua invulnerabilidade e seu ponto forte segundo o Nibelungenlied são similares aos do herói grego Aquiles, do herói persa Esfandiar e do Rei Duryodhana no épico indiano Mahabharata.
Adapta√ß√Ķes
A adapta√ß√£o mais conhecida da hist√≥ria de Sigurd √© a adapta√ß√£o de Richard Wagner para a tetralogia Der Ring des Nibelungen, escrita entre 1848 e 1874. A lenda do her√≥i √© a base de Siegfried e contribui com as hist√≥rias de Die Walk√ľre e G√∂tterd√§mmerung.
De William Morris, o poema épico Sigurd the Volsung (1870) é a adaptação mais conhecida em inglês. Em francês, o compositor Ernest Reyer escreveu a ópera Sigurd (1884).
Crê-se que a representação mítica de Sigurd foi transformada dentro da tradição cristã, sendo em parte sincretizada na figura de São Jorge.
Na s√©rie de games “Soul Calibur”, Siegfried √© o principal personagem. Sua famosa Gram √© uma espada desbloque√°vel atrav√©s do gameplay.
Há também um Siegfried na Saga de Asgard do anime Os Cavaleiros do Zodíaco.

 

Mistérios da Suméria

segunda-feira, setembro 20th, 2010

A¬†Sum√©ria √© considerada a civiliza√ß√£o mais antiga da humanidade, localizava-se na parte sul da¬†Mesopot√Ęmia. Evid√™ncias arqueol√≥gicas¬†datam o in√≠cio da civiliza√ß√£o sum√©ria em meados do¬†quarto mil√™nio a.C.¬†Entre 3500 e 3000 a.C.

¬†As importantes cria√ß√Ķes atribu√≠das aos sum√©rios s√£o a¬†escrita cuneiforme, que provavelmente antecede todas as outras formas de escrita, tendo sido originalmente usada por volta de¬†3500 a.C.; as¬†cidades-estado¬†– a mais conhecida delas sendo, a cidade de¬†Ur, constru√≠da por¬†Ur-Nammu, o fundador da terceira¬†dinastia¬†Ur, por volta de 2000 a.C.
ruinas
Os sumérios eram adeptos de uma religião politeísta caracterizada por deuses e deusas antropomórficos representando forças ou presenças no mundo material.
Muitas hist√≥rias na religi√£o sum√©ria aparecem hom√≥logas a hist√≥rias em outras religi√Ķes do Oriente M√©dio. Por exemplo, a ideia b√≠blica da cria√ß√£o do homem, bem como o dil√ļvio de¬†No√©, est√£o intimamente ligados aos contos sum√©rios. Os deuses e deusas da Sum√©ria t√™m representa√ß√Ķes similares nas religi√Ķes dos¬†Ac√°dios,¬†Canaanitas¬†e outros.
Na cultura sum√©ria, acreditava-se que o universo surgiu quando¬†Nammu, um abismo sem forma, enrolou-se em si mesmo num ato de auto – procria√ß√£o, gerando¬†An, deus do c√©u,¬†Antu¬†(Ki), deusa da Terra e¬†Zuri, deus do equilibro entre as dimens√Ķes.
A união de An e Ki produziu Enlil, senhor dos ventos, que eventualmente tornou-se líder do panteão dos deuses. Após o banimento de Enlil de Dilmun (a morada dos deuses) por violentar Ninlil, a deusa teve um filho, Nanna, o deus da lua (mais tarde chamado de Sin ou Sinnu). Zuri revoltado com o acontecimento criou uma dimensão abaixo da terra, uma dimensão neutra. Da união posterior entre Sin e Ningal nasceram Inanna (deusa do amor e da guerra) e Utu (deus do sol, depois chamado de Shamash). Também durante o banimento de Enlil, o deus tornou-se pai de três divindades do submundo junto a Zuri e Ninlil. O mais famoso foi Nergal.
Nammu também teve um filho, chamado Enki, deus do abismo aquático ou Absu. Enki controlava também os Me, decretos sagrados que governavam coisas básicas como a física, e complexos como a ordem social e a lei.
ARTE SUMERIA
Relatos indicam que seus Deuses na verdade eram formas de vidas inteligentes de outro planeta.
Sumeria_nave1
Na Teoria dos Astronautas Antigos, afirma que os humanos s√£o descendentes ou que s√£o cria√ß√Ķes de seres que visitaram a Terra mil√™nios atr√°s. Uma teoria relacionada defende que esses seres nos deram muito¬†conhecimento cultural,¬†religioso e principalmente conhecimento astron√īmico.
A teoria dos Deuses Astronautas, diz que os homens n√£o foram criados diretamente por Deus. O aparecimento do homem no planeta Terra relaciona-se geneticamente, simbolicamente e literalmente a umas poucas civiliza√ß√Ķes de outros planetas, especialmente aquela conhecida como os Anunnaki. Seres human√≥ides que habitam o misterioso planeta Nibiru.
Nibiru 12¬ļ Planeta
 
Baseando-se na ideia de que as civiliza√ß√Ķes antigas tinham feito contatos com¬†extra terrestres, uma hip√≥tese considerada inveross√≠mil por cientistas¬†e historiadores. Este povo conhecia todos os planetas do sistema solar, inclusive Nibiru, um planeta lento que inicialmente transladava a cada 3.600 anos (per√≠odo de tempo esse reduzido para 3.450 anos por din√Ęmicas gravitacionais do Sistema Solar) Este Planeta passa junto ao¬†Cintur√£o de Aster√≥ides. Segundo os sum√©rios, ap√≥s a forma√ß√£o do Sistema Solar, Nibiru que vagava pelo meio inter estelar, foi capturado pela gravidade do Sol rumando em dire√ß√£o ao centro e passando muito pr√≥ximo de outro planeta chamado¬†Tiamat, que se partiu ao meio ap√≥s ter sido atingido por um dos Sat√©lites de Nibiru dando origem a Terra e ao Cintur√£o de Aster√≥ides, evento que ficou conhecido como A Batalha Celeste.
Os Anunakis
 
‚ÄúAnununaki significa aquele que desceu dos c√©us‚ÄĚ na extinta l√≠ngua sum√©ria. O povo hebreu os chamavam de nefilim ou elohim, e os eg√≠pcios os denominavam neter.
Os ufólogos acreditam que os anunakis seriam seres provenientes do planeta nibiru que teriam criado a raça humana atual. Na mesma linha de raciocínio, os anunakis também seriam os responsáveis por todo conhecimento cientifico do povo sumério.
Descobertas arqueol√≥gicas e artefatos recolhidos nos √ļltimos tr√™s s√©culos sugerem que uma avan√ßada civiliza√ß√£o proveniente de fora da terra teria interagido com os habitantes da antiga Mesopot√Ęmia a quase meio milh√£o de anos. Para os uf√≥logos eles seriam anunakis provenientes de nibiru que existiria no pr√≥prio sistema solar.
astronauta

 

 

 

 

 

Slender Man

sábado, março 6th, 2010

601511_423963790974197_1332370060_n  tumblr_mdm4knfq701rxp4hro1_500

O Slender Man ou homem esguio é descrito vestindo um terno preto e, como já diz o nome, aparece muito magro e capaz de esticar os seus membros e tronco para comprimentos desumanos, a fim de provocar medo e seduzir a sua presa.

Uma vez que os seus bra√ßos est√£o estendidos, as v√≠timas s√£o colocadas numa esp√©cie de estado hipn√≥tico, onde ficam totalmente impotentes. Ele tamb√©m √© capaz de criar tent√°culos dos seus dedos e andar numa forma similar a um Octopus, Ele rapta, mata, e leva suas v√≠timas para um local parecido com outra dimens√£o. √Č tamb√©m desconhecido como nunca existem corpos ou provas por tr√°s do seu rasto para se deduzir uma conclus√£o definitiva.

Parece uma lenda, mas muitas pessoas afirmam j√° terem visto o Homem Esguio.

Os avistamentos normalmente acontecem à noite, perto de rios ou florestas. Tem relatos também dele ter entrado em quartos de crianças à noite, com janelas abertas. Acredita-se também que apareceram imagens deles em fotos tiradas de crianças desaparecidas no dia em que elas sumiram.
N√£o se sabe muito sobre sua origem, sabe-se apenas que ele tem a necessidade de raptar crian√ßas, e √© visto bem antes do desaparecimento de uma ou v√°rias. Ele parece preferir lugares com n√©voa e √°reas arborizadas, como forma de esconder-se e n√£o ser notado. √Č tamb√©m de salientar que as crian√ßas foram capazes de v√™-lo quando n√£o h√° outros adultos nos arredores.

As crian√ßas tamb√©m t√™m sonhos ou pesadelos sobre o ‚Äúhomem esguio‚ÄĚ antes dos seus desaparecimentos. Contar essas hist√≥rias para os pais leva ao que eles sempre dizem: ‚ÄĚimagina√ß√£o f√©rtil‚ÄĚ. Tem pessoas que j√° alegaram terem-no visto. Ele aparece principalmente √† noite, e quase sempre nas √°reas florestais ou pr√≥ximas a rios. Ele tamb√©m tem sido relatado espreitando para dentro de janelas abertas e passar na frente de motoristas solit√°rios em estradas longas e desertas. O Slender man, j√° foi avistado em todos os lugares do Jap√£o, Noruega e Estados Unidos para citar alguns.

Se há relatos? Sim há muitas fotos que correm pelo mundo na internet, na qual a presença dele é bem visível. Muitas até são antigas, mas não se sabe se a aparição é verdadeira, ou se é só montagens, mas há muitos documentários relatando a aparição dessa criatura (vídeos como o The Slender Man Documentary e o Marble Hornets), além de séries de TV como o Doctor Who existe um monstro bem parecido, não só na aparência, mas até alguns poderes com o Slender Man que são os Silencers.

Com isso eu lhes deixo na d√ļvida. Verdadeiro ou falso? Sendo montagem ou n√£o, como a lenda diz que quanto mais voc√™ procura por ele, mais a chance dele aparecer pra voc√™… Eu vou parando por aqui!