quinta, maio 31, 2018 03:57

Archive for the ‘Mexico’ Category

Tlaltecuhtli

terça-feira, Maio 26th, 2015

earth_goddess___tlaltecuhtli_by_jaggudada-d77xtqh+(1)

Tlaltecuhtli (““Aquela que dá e devora a vida“) era uma monstruosa divindade asteca, associada a terra. Seu nome é masculino, porém os textos astecas referem-se a esta divindade como uma deusa. Além disso, suas representações em códices e estátuas exibem claras características femininas.

Tlatecuhtli foi retratada em códices e monumentos de pedra como um monstro horrível, muitas vezes em posição de cócoras, posição característica de um trabalho de parto. Ela possui várias bocas cheias de dentes afiados espalhadas pelo seu corpo, e muitas vezes estão jorrando sangue. Seus cotovelos e joelhos são crânios humanos e em muitas imagens ela é retratada com um ser humano pendurado entre suas pernas. Algumas fontes a descrevem como um monstro marinho que viveu no oceano após o quarto dilúvio, sendo uma encarnação do caos que assolava a terra antes da sua criação.

 

file1  C07BBC261

Mito

De acordo com a mitologia asteca, os deuses Quetzalcoatl e Tezcatlipoca foram os responsáveis por criar o mundo na origem dos tempos, antes da Primeira Era ou Sol, mas Tlaltecuhtli destruía tudo o que eles criavam. Decididos a por um fim nas ações de Tlaltecuhtli, os deuses se transformaram em serpentes gigantes e, após envolverem o corpo de Tlaltecuhtli, apertaram-na até dividir seu corpo em duas partes.

A parte superior do corpo de Tlaltecuhtli tornou-se a terra, as montanhas e os rios; seu cabelo tornou-se árvores e flores; seus olhos tornaram-se cavernas e poços. Quetzalcoatl e Tezcatlipoca também lhe deram o dom de fornecer aos seres humanos tudo o que eles precisarem de seu corpo. No entanto, a Deusa da Terra, muitas vezes exigia sacrifícios humanos, a fim de continuar fornecendo a eles aquilo que precisassem

Acreditava-se que Tlaltecuhtli devorava o sol todas as noites e o devolvia ao céu a cada manhã. No entanto, o medo de que este ciclo pudesse ser interrompido por algum motivo, como durante eclipses, trazia pânico entre a população asteca e foi muitas vezes a causa de sacrifícios rituais.

 

 

 

 

 

 

Lechuza

quarta-feira, Janeiro 23rd, 2013
De acordo com o folclore mexicano e texano, Lechuzas  são mulheres que venderam suas almas ao diabo em troca de poderes mágicos. Em algumas versões da lenda, a Lechuza é o espírito de uma bruxa que foi assassinada por moradores. Seu espírito retornaria na forma de um pássaro-monstro para se vingar. Em outros contos, uma Lechuza é o espírito vingativo de uma mulher comum que voltou do túmulo para atormentar os vivos e buscar vingança.
À noite, as Lechuzas se transformam em monstros com corpo de coruja e rosto de mulher, semelhante as representações de harpias na mitologia grega. Nessa forma, elas voam pela noite em busca de presas. Quando uma Lechuza encontra seu alvo, ela irá pousar em um local onde ela não possa ser facilmente vista e, em seguida, fará assobios estranhos ou o som de um bebê chorando. Qualquer um que tentar procurar de onde o som vem estará fadado a se tornar o jantar da Lechuza, pois ela voará em sua direção, fincando suas garras em seus ombros e a levará embora para algum local onde possa se deliciar com sua carne.
Lechuzas são virtualmente imortais, sendo imunes a armas e balas, porém temem o sal, que deve ser usado como amuleto ou espalhado pelo ambiente para assim mante-las afastadas.

 

 

la_lechuza_level_1_witch_by_bellalyle-d8d6gql            5012666063_ef94dc1539_z