terÁa, julho 17, 2018 14:14

Archive for the ‘China’ Category

Sun Wukong

quinta-feira, outubro 2nd, 2008

yang_jian_and_sun_wukong_fight_by_white70ws-d4o5uzd

 

Para alguns f√£s de¬†Akira Toryiama¬†e de sua cria√ß√£o mais famosa,¬†Dragon Ball, o nome¬†Sun Wukong¬†pode n√£o ser t√£o estranho. Este foi o personagem que serviu de inspira√ß√£o para Toryiama criar o protagonista de sua s√©rie, as rela√ß√Ķes entre ambos s√£o √≥bvias, come√ßando pelo pr√≥prio nome:¬†Son Goku¬†nada mais √© do que a vers√£o japonesa para Sun Wukong.

Sun Wukong, tamb√©m conhecido como Rei Macaco, Xing Zhe,e Pi Ma-Wen, √© o principal personagem do cl√°ssico romance √©pico chin√™s, Jornada ao Oeste, criado pelo escritor chin√™s Wu Chengen, em meados da Dinastia Ming, por volta de 1570. Neste romance, Sun Wukong acompanha o monge Xuanzang (Tang Sanzang em algumas tradu√ß√Ķes) em sua viagem para recuperar sutras budistas provenientes da √ćndia.
Sun Wukong nasceu de uma mítica pedra formada pelas forças do caos. Viveu em um reino de macacos numa ilha remota. Após conquistar o respeito dos outros macacos, Sun Wukong se tornou o rei deles. Mas percebeu que mesmo sendo um rei ainda era mortal, e determinado a encontrar imortalidade, ele viajou em uma balsa que o levou para a terra dos humanos, onde encontrou e se tornou o discípulo de um sacerdote taoísta.
sun_wukong_by_mattdemino-d4wy08vNo inicio o sacerdote estava relutante em trein√°-lo, pois ele n√£o era um humano, mas sua determina√ß√£o o impressionou a ponto de se tornar um de seus disc√≠pulos favoritos. Com isso Sun Wukong aprendeu diversas t√©cnicas marciais e m√°gicas, tais como a t√©cnica de voar sentado em nuvens, a capacidade de saltar quil√īmetros de distancia, e de se transformar em diversos tipos de animais e objetos, no entanto seu poder de transforma√ß√£o n√£o era perfeito j√° que sempre que tomava a forma humana ainda possu√≠a sua cauda de macaco. Mas por ser muito arteiro e exibido Sun Wukong acabou sendo expulso pelo sacerdote.

Ele decide então voltar para sua ilha, e acaba tendo que enfrentar diversos monstros que a tinham tomado. Para derrotá-los, Sun Wukong teve que ir em busca de uma arma mágica, e assim encontrou um bastão capaz de crescer tão alto quanto o céu ou encolher ao tamanho de uma agulha.

Ele, finalmente, derrotou os monstros, e acreditando estar tão poderoso quanto um deus, queria que o Imperador de Jade (senhor dos céus, do homem e do inferno) o reconhecesse como tal. O imperador atendera seu pedido colocando-o no posto de Pi Ma-Wen, mas mais tarde Sun Wukong descobre que estava servindo apenas como um lacaio e que os outros deuses zombavam dele por isso. Furioso, Sun Wukong roubou e comeu os pêssegos da imortalidade e fugiu para sua ilha.

Sun Wukong teve que enfrentar as tropas celestes enviadas pelo Imperador de Jade, e acabou sendo capturado. Ap√≥s isso, in√ļmeras foram as tentativas de execut√°-lo, mas ele era muito poderoso, at√© que o Senhor Buda veio e conseguiu aprision√°-lo por 500 anos na Montanha dos Cinco Elementos (Wu Xing Shan).

Cinco séculos depois, o Bodhisattva Guanyin saiu em busca de discípulos que poderiam proteger uma peregrinação para obter os sutras budistas. Sun Wukong ofereceu para servir o peregrino de nome Xuanzang, um monge da Dinastia Tang, em troca de sua liberdade. Sob a supervisão de Xuanzang, a Sun Wukong foi permitida a viagem para o Ocidente. Durante a peregrinação Sun Wukong protegeu o monge de diversos monstros e outras criaturas malignas, que queriam comer um pedaço da carne de Xuanzang a fim de ganhar a vida eterna.

Devido a sua popularidade a lenda de Sun Wukong foi se adaptando de acordo com a cultura chinesa. E atualmente uma festa de Sun Wukong é celebrada no décimo sexto dia do oitavo mês lunar no calendário chinês.

Em Hong Kong a festa é celebrada no Templo Budista em Sau Mau Ping, que contém um santuário para a Sun Wukong.

Alguns estudiosos acreditam que Sun Wukong fora baseada em Hanuman o deus macaco do Hinduísmo.

tmPLFa_75Q0UPDGYigJn6jl72eJkfbmt4t8yenImKBVaiQDB_Rd1H6kmuBWtceBJ (1)

Haetae

domingo, julho 6th, 2008

Haetae (coreano ŪēīŪÉú, tamb√©m escrito Haitai ou Haechi) √© uma criatura legend√°ria pertencente a mitologia coreana e tamb√©m presente na mitologia chinesa, sob o nome de Xiezhi (Á樍Īł). O Haetae possui a apar√™ncia de um c√£o com juba de le√£o, com um corpo coberto de escamas e usando um sino pendurado no pesco√ßo. Ocasionalmente √© representado com um chifre no meio da testa, semelhante a um unic√≥rnio.

De acordo com as lendas, o Haetae é uma criatura sábia, e possui a capacidade de ver tudo, julgar o bem e o mal e proteger contra desastres naturais. Ele também possui a incrível habilidade de poder parar, voltar ou avançar no tempo. Esta criatura incomum também é capaz de morder a lua, o que segundo a lenda, explica o período minguante da lua.

A presença de um par de estátuas representando o Haetae em frente de todos os palácios principais da Coreia é essencial. Aliás, sua imagem também é colocada na entrada de lojas, restaurantes, e até mesmo nas casas como uma maneira supersticiosa de proteção. Em 2009, o Haetae foi adotado como mascote oficial da cidade de Seul. A elaboração do desenho do mascote teve como base a estátua do Haetae que fica no palácio Gyeongbokgung.

haetae2  HaeTae