sexta, maio 18, 2018 05:38

Archive for junho, 2013

Barong

domingo, junho 23rd, 2013

monster_barong_2_by_langmatch-d55efxz

 

Barong é um personagem pertencente a mitologia pré-hindu da ilha de Bali, na Indonésia. Ele é venerado como o rei dos espíritos e líder das forças do bem, além de protetor mágico das aldeias balinesas. Barong é o inimigo de Rangda, a rainha demônio e mãe de todos os espíritos malignos segundo as tradições mitológicas de Bali. A batalha entre Barong e Rangda é destaque nas tradicionais danças balinesas, representando a eterna batalha entre o bem e o mal.

 

Iconografia

Barong é geralmente retratado como uma espécie de leão com a face vermelha e duas presas curvadas para baixo. Seu corpo é coberto de pelos brancos e espessos, e adornado com jóias douradas e pequenos pedaços de espelhos. Ele também é muitas vezes retratado acompanhado por dois macacos. Apesar desta forma leonina (chamada de Barong Ket) ser a mais famosa, existem ainda outras 4 formas, e cada uma delas protege uma região diferente da ilha. Suas outras formas são:

 

  • Barong Landung: forma de gigante;
  • Barong Celeng: forma de javali;
  • Barong Macan: forma de tigre;
  • Barong Naga: forma de dragão ou serpente.
Mitologia
A lenda mais famosa envolvendo Barong e Rangda é a seguinte: Rangda foi banida de Bali por Udayana, seu marido, devido a pratica de magia negra. Após a morte de Udayana, ela retornou a ilha (agora sob o reinado de seu filho, Airlangga) e invocou todos os espíritos maléficos da floresta, demônios e monstros para devastarem a mesma. Os soldados de Airlangga tentavam conter o ataque, mas as forças inimigas eram imensamente poderosas, então ele pediu ajuda a Barong, que logo veio para o combate.
Temendo que a chegada de Barong desse vantagem aos soldados de Airlangga, Ranga lançou um poderoso feitiço sobre os mesmos, fazendo com que eles tentassem se suicidar apunhalando-se com os seus próprios keris (uma espécie de punhal). Para deter tal feitiço, Barong lançou um contra feitiço sobre os soldados, fazendo com que eles se tornassem imunes a qualquer dano causado por armas. Após um longo combate, Rangda e suas forças fugiram, e assim a ilha foi salva.
mito

Magni e Modi

quarta-feira, junho 12th, 2013

strigoi_by_skorganizedchaos-d5jnhr7

 

 

Magni e Modi eram dois dos filhos do deus do trovão Thor. Magni era filho de Thor e da giganta Jarnsaxa, enquanto que o nome da mãe de Modi não é referido nas fontes antigas. Modi e Magni , estavam destinados a serem ainda mais fortes e maiores do que o seu pai era, e a sobreviverem aos eventos do Ragnarok.

Magni é o deus que possui a maior força dentre todos os deuses. A Edda em prosa relata que Thor, certa vez, enfrentou e derrotou o gigante Hrungnir, mas o gigante havia caído sobre o deus. Todos os deuses haviam tentado libertar Thor, mas nada conseguiram fazer, então, chamaram por Magni, que tinha apenas três noites de vida, e ele libertou seu pai da perna do gigante. Thor muito feliz presenteou seu filho com um cavalo mágico chamado Gullfaxi, que pertencia a Hrungnir e disse que ele seria poderoso. Além disso, apesar de Thor precisar de suas luvas e cinto de força para utilizar o poderoso martelo Mjolnir, Magni podia levantar e movê-lo sem usar nenhum acessório após herdar a arma de seu pai após a morte do mesmo.

 

Modi, assim como seu irmão, é uma representação de força. No entanto, enquanto Magni representa a força física Modi é a força da bravura e coragem. A bravura de Modi é tão grande que ele não conhece o medo, e sua coragem influencia o aumento de sua própria força bruta. Os lendários berserkers eram frequentemente identificados com Modi, que era por vezes referido como o deus da fúria da batalha.
A adoração à Magni e Modi não era tão comum, uma vez que eles eram ofuscados pelo seu patrono popular. No entanto, houveram menção dos dois deuses ao longo lenda e em referências obscuras através da cultura pop moderna. Por exemplo, no RPG Mundo das Trevas: “Lobisomem”, os guerreiros da tribo Cria de Fenris são referidos como os Modi, demonstrando a sua fúria. O nome de Magni também pode ter influenciado a palavra magnífico, referindo-se ao poder inspirador de Magni .

Estes filhos de Thor, apesar de sobreviverem ao fim do mundo, ainda são muito mais obscuros do que as gerações anteriores de deuses, e essa é verdade sobre muitos dos outros sobreviventes, como Vidar e Narfi, filhos de Odin que também estavam destinados a sobreviver a última batalha e ascender a altos postos no novo mundo.

strigoi_by_skorganizedchaos-d5jnhr7